55 11 3579-1100

>

NOTÍCIAS

História do Piloto Automático (Cruise Control) ou Controlador de Velocidade

Há mais ou menos 50 anos, Ralph Teeter, inventor cego, construiu o primeiro protótipo de controlador de velocidade, em Hagerstown, Indiana (Estados Unidos). A Perfect Circle Corporation passou os 30 anos seguintes desenvolvendo, testando e abrindo o mercado para controladores de velocidade.

1944 – Protótipo do primeiro controlador de velocidade, criado por Teeter, em casa.

1948 – É protocolada a primeira patente de piloto automático alimentado pelo vácuo do motor.

1957 – Primeira patente de piloto automático eletro mecânico, Speedo Star.

Há mais ou menos 50 anos, Ralph Teeter, inventor cego, construiu o primeiro protótipo de controlador de velocidade, em Hagerstown, Indiana (Estados Unidos). A Perfect Circle Corporation passou os 30 anos seguintes desenvolvendo, testando e abrindo o mercado para controladores de velocidade.

1944 – Protótipo do primeiro controlador de velocidade, criado por Teeter, em casa.

1948 – É protocolada a primeira patente de piloto automático alimentado pelo vácuo do motor.

1957 – Primeira patente de piloto automático eletro mecânico, Speedo Star.

1958 – As primeiras unidades foram produzidas pela Chrysler Corporation, primeiro cliente.

1959 – Cadillac torna-se cliente. Chrysler incorpora trata automática ao conjunto.

1960 – Chevrolet entra para a lista de clientes. Seus revendedores instalam o cruise control como opcional.

1961 – Lincoln é um novo cliente e a Mercury passa a instalar o piloto automático como opcional. É criada uma divisão separada para fabricar e desenvolver pilotos automáticos.

1962 – Oldsmobile vira cliente.

1963 – Dodge e Pontiac, novos consumidores. Perfect Circle é comprada pela Dana Corporation.

1965 – Início da produção do modelo F para Cadillac.

1966 – Começo da produção do modelo J para Oldsmobile e América Mortors Corporation.

1967 – Produção das primeiras unidades do modelo L para a Cadillac.

1969 – Produção do primeiro cruise control com comando na alavanca de seta e pisca-pisca do farol.

1970 – Montogomery Ward torna-se o primeiro cliente no setor de peças de reposição a trabalhar com piloto automático.

1974 – Patente do piloto eletrônico automático.

1975 – Segunda patente de piloto automático.

1977 – Início da produção do JR, em Laurinburg, na unidade da Carolina do Norte (Estados Unidos).

1982 – É consolidada a Divisão de Laurinburg - Engenharia, Vendas, marketing e Produção com novo nome – Precision Controls Division.

1989 – Alfa Romeo torna-se cliente.

1991 – Rostra Technologies adquire a Precision Controls Division, que passa a se chamar Rostra Precision Controls.

1992 – Início da produção do 16 R.

1993 – Fabricação do Ultra Cruise.

1995 – Fabricação do Ultra Cruise II.

Atualmente a Rostra produz vários modelos de pilotos automáticos, kits de adaptação e peças específicas para o mercado de originais, importadores, revendedores autorizados e mercado de acessórios.

A política de controle de qualidade da Rostra é melhorar continuamente seus produtos e serviços. A empresa possui os seguintes certificados de qualidade: ISO 9001, QS 9000, Fornecedor Q1 da Ford e General Motors (americanas).

 

PILOTO AUTOMÁTICO (CRUISE CONTROL) OU CONTROLADOR DE VELOCIDADE NO MERCADO BRASILEIRO.

Em 1997 a Dalgas Precision Equipments inicia suas atividades no mercado brasileiro como representante exclusiva da Rostra Precision Controls para implantar a comercialização do piloto automático e outros produtos fabricados por esta empresa. Durante dois anos testou o produto no ambiente das nossas estradas para depois lançar o produto no mercado.

Para implantação do produto no mercado, enfrenta a barreira do desconhecido. O público brasileiro desconhece o produto, suas vantagens, segurança, benefícios, etc. e a Dalgas investe para conquistar esse mercado.

Depois de muito trabalho e investimento a Dalgas passou a fornecer o produto para algumas montadoras, está presente em concessionárias e nas mais expressivas lojas de instalação de acessórios automotivo. Firmou parceria com a Cavenaghi, empresa especializada no fornecimento de acessórios automotivos para deficientes físicos e conquistou a homologação da Rostra para fabricar no Brasil os kits específicos do piloto automático.

Mantendo o perfil de empresa que trabalha com acessórios automotivos sofisticados, para atender um segmento de público que valoriza o conforto e a segurança, a Dalgas Precision já tem outras representações firmadas para atender esse público.

 

VANTAGENS DO PILOTO AUTOMÁTICO.

Recentemente foi realizada uma pesquisa junto aos usuários com o objetivo de verificar a aceitação e as principais vantagens encontradas no produto.

  1. Conforto - Noventa por cento dos usuários confirmaram sua satisfação, destacando sua importância nas viagens. Proporciona muito mais conforto e tranqüilidade devido ao pequeno desgaste da viagem, que pode ser comparado a 40 minutos de trânsito em São Paulo.
  2. Saúde - Diversos entrevistados fizeram a aquisição deste acessório, pelos benefícios que ele oferece à saúde, poupando o usuário de movimentos contínuos que provocam esforços musculares e dores lombares. O descanso proporcionado por não ter necessidade de manter uma das pernas esticada com o pé no acelerador, é o principal fator para quem tem qualquer tipo de problema no joelho, nas costas, etc.
  3. Evitar Multas - Oitenta por cento dos entrevistados mencionam o fato de que com o controlador de velocidade é possível se livrar de multas, já que pode ser programado para a velocidade desejada, obedecendo aos limites do radar. Alguns entrevistados adquiriram o produto pelo fato de que saem do trabalho tarde da noite, quando o trânsito na capital é bastante livre. Como o carro atinge velocidade não permitida pelo radar de forma rápida, este acessório se torna muito importante para o ‘bolso . Dos entrevistados no Rio de Janeiro, ouvimos que este equipamento é indispensável para transitar na linha vermelha e amarela, onde os pardais não perdoam.
  4. Economia - Outro fator mencionado por alguns entrevistados foi à redução no consumo de combustível. Este fato ocorre porque o veículo mantém uma velocidade constante que pode proporcionar uma economia no consumo de 20 a 30%, dependendo do veiculo.

Segundo o DENATRAN, existem mais de 250.000 motoristas que já ultrapassaram a contagem de pontos permitida pelo Código Nacional de Trânsito. A multa por excesso de velocidade é uma das mais freqüentes, principalmente para quem viaja muito.

 

TECNOLOGIA

Além de respeitar a ergonomia de cada carro, o cruise control da Rostra é de última geração, podendo ser instalado em qualquer veículo de câmbio manual ou automático, com motor a diesel, gasolina, gás ou álcool.

Um microprocessador comanda o motor elétrico ou sistema a vácuo (dependendo do modelo do piloto automático) que faz o carro acelerar ou desacelerar, conforme a necessidade. Sobre a preocupação na hora de frear o carro, Paulo Dalgas, engenheiro e diretor da Dalgas, tranqüiliza:

Não há perigo. Caso o motorista pise no freio ou na embreagem, o piloto automático desarma e o carro volta para o controle manual. Nas subidas, diz Paulo, o microprocessador comanda o cabo do acelerador a fim de manter a velocidade. Nas descidas ocorre a operação inversa.

 

UM MODELO PARA CADA CARRO

Kits específicos e diversos tipos de comando.

A Dalgas passou a fabricar no Brasil os kits específicos eliminando todas as dificuldades que o mercado diz existir para a instalação do produto. Além de facilitar na instalação os kits específicos garantem a qualidade do produto e preservam ao máximo a originalidade do veículo, evitando cortes na fiação original e furos na carroceria. Cada modelo de kit específico é acompanhado do manual de instalação, ilustrado e com detalhamento de todas as informações necessárias, colocando um fim no mistério da instalação do piloto automático ou controlador de velocidade.

A Dalgas já tem disponível no mercado uma ampla linha de kits específicos para a maioria das marcas e modelos de veículos, nacionais ou importados.

Dependendo do modelo e ano do veículo, o dispositivo poderá ser instalado no painel, coluna de direção ou volante, contando com a facilidade do kit específico e deixando a critério do consumidor a escolha do tipo de comando a ser instalado:-

  • Comando igual ao modelo de fábrica, mantendo a originalidade.
  • Vários modelos de comando de alavanca.
  • Comando de painel.
  • Comando RF no volante. Este é o comando mais moderno e avançado. Instalado no volante, ao lado ou abaixo do air-bag ou buzina, seu acionamento é feito por rádio-freqüência. Seu exclusivo sistema de funcionamento não interfere nos mecanismos internos do volante. Possui a função cancela que desarma o piloto, guardando a velocidade programada na memória sem necessidade de acionar o freio ou a embreagem.

 

FUNCIONAMENTO

Por meio de três botões ON/OFF – SET/COAT – RESUME/ACCEL se comanda o sistema de maneira rápida e eficiente. Após ligar o sistema pelo botão ON/OFF (liga/desliga) e estando acima da velocidade mínima de 35 km/h o motorista pode pressionar o botão SET/COAT (programar/reduzir) na velocidade desejada e tirar o pé do acelerador. O mecanismo armazenará na memória esta velocidade e a manterá constante. Em caso de ultrapassagens, basta pisar no acelerador. Ao soltar o pedal, o carro voltará à velocidade programada. O equipamento é um controlador e não um limitador de velocidade.

Para aumentar a velocidade programada, basta apertar o botão ACCEL (acelerar). Enquanto o botão estiver pressionado, o carro continuará a ser acelerado. Chegando na velocidade desejada, basta soltar o botão.

Pode-se aumentar a velocidade com toques, sendo que cada um deles representa 1,5 km/h a mais.

Para reduzir a velocidade basta manter o botão COAT (reduzir) pressionado até o velocímetro chegar à marca desejada. Também é possível reduzir gradativamente por toques. – As primeiras unidades foram produzidas pela Chrysler Corporation, primeiro cliente.

1959 – Cadillac torna-se cliente. Chrysler incorpora trata automática ao conjunto.

1960 – Chevrolet entra para a lista de clientes. Seus revendedores instalam o cruise control como opcional.

1961 – Lincoln é um novo cliente e a Mercury passa a instalar o piloto automático como opcional. É criada uma divisão separada para fabricar e desenvolver pilotos automáticos.

1962 – Oldsmobile vira cliente.

1963 – Dodge e Pontiac, novos consumidores. Perfect Circle é comprada pela Dana Corporation.

1965 – Início da produção do modelo F para Cadillac.

1966 – Começo da produção do modelo J para Oldsmobile e América Mortors Corporation.

1967 – Produção das primeiras unidades do modelo L para a Cadillac.

1969 – Produção do primeiro cruise control com comando na alavanca de seta e pisca-pisca do farol.

1970 – Montogomery Ward torna-se o primeiro cliente no setor de peças de reposição a trabalhar com piloto automático.

1974 – Patente do piloto eletrônico automático.

1975 – Segunda patente de piloto automático.

1977 – Início da produção do JR, em Laurinburg, na unidade da Carolina do Norte (Estados Unidos).

1982 – É consolidada a Divisão de Laurinburg - Engenharia, Vendas, marketing e Produção com novo nome – Precision Controls Division.

1989 – Alfa Romeo torna-se cliente.

1991 – Rostra Technologies adquire a Precision Controls Division, que passa a se chamar Rostra Precision Controls.

1992 – Início da produção do 16 R.

1993 – Fabricação do Ultra Cruise.

1995 – Fabricação do Ultra Cruise II.

Atualmente a Rostra produz vários modelos de pilotos automáticos, kits de adaptação e peças específicas para o mercado de originais, importadores, revendedores autorizados e mercado de acessórios.

A política de controle de qualidade da Rostra é melhorar continuamente seus produtos e serviços. A empresa possui os seguintes certificados de qualidade: ISO 9001, QS 9000, Fornecedor Q1 da Ford e General Motors (americanas).

 

PILOTO AUTOMÁTICO (CRUISE CONTROL) OU CONTROLADOR DE VELOCIDADE NO MERCADO BRASILEIRO.

Em 1997 a Dalgas Precision Equipments inicia suas atividades no mercado brasileiro como representante exclusiva da Rostra Precision Controls para implantar a comercialização do piloto automático e outros produtos fabricados por esta empresa. Durante dois anos testou o produto no ambiente das nossas estradas para depois lançar o produto no mercado.

Para implantação do produto no mercado, enfrenta a barreira do desconhecido. O público brasileiro desconhece o produto, suas vantagens, segurança, benefícios, etc. e a Dalgas investe para conquistar esse mercado.

Depois de muito trabalho e investimento a Dalgas passou a fornecer o produto para algumas montadoras, está presente em concessionárias e nas mais expressivas lojas de instalação de acessórios automotivo. Firmou parceria com a Cavenaghi, empresa especializada no fornecimento de acessórios automotivos para deficientes físicos e conquistou a homologação da Rostra para fabricar no Brasil os kits específicos do piloto automático.

Mantendo o perfil de empresa que trabalha com acessórios automotivos sofisticados, para atender um segmento de público que valoriza o conforto e a segurança, a Dalgas Precision já tem outras representações firmadas para atender esse público.

 

VANTAGENS DO PILOTO AUTOMÁTICO.

Recentemente foi realizada uma pesquisa junto aos usuários com o objetivo de verificar a aceitação e as principais vantagens encontradas no produto.

  1. Conforto - Noventa por cento dos usuários confirmaram sua satisfação, destacando sua importância nas viagens. Proporciona muito mais conforto e tranqüilidade devido ao pequeno desgaste da viagem, que pode ser comparado a 40 minutos de trânsito em São Paulo.
  2. Saúde - Diversos entrevistados fizeram a aquisição deste acessório, pelos benefícios que ele oferece à saúde, poupando o usuário de movimentos contínuos que provocam esforços musculares e dores lombares. O descanso proporcionado por não ter necessidade de manter uma das pernas esticada com o pé no acelerador, é o principal fator para quem tem qualquer tipo de problema no joelho, nas costas, etc.
  3. Evitar Multas - Oitenta por cento dos entrevistados mencionam o fato de que com o controlador de velocidade é possível se livrar de multas, já que pode ser programado para a velocidade desejada, obedecendo aos limites do radar. Alguns entrevistados adquiriram o produto pelo fato de que saem do trabalho tarde da noite, quando o trânsito na capital é bastante livre. Como o carro atinge velocidade não permitida pelo radar de forma rápida, este acessório se torna muito importante para o ‘bolso . Dos entrevistados no Rio de Janeiro, ouvimos que este equipamento é indispensável para transitar na linha vermelha e amarela, onde os pardais não perdoam.
  4. Economia - Outro fator mencionado por alguns entrevistados foi à redução no consumo de combustível. Este fato ocorre porque o veículo mantém uma velocidade constante que pode proporcionar uma economia no consumo de 20 a 30%, dependendo do veiculo.

Segundo o DENATRAN, existem mais de 250.000 motoristas que já ultrapassaram a contagem de pontos permitida pelo Código Nacional de Trânsito. A multa por excesso de velocidade é uma das mais freqüentes, principalmente para quem viaja muito.

 

TECNOLOGIA

Além de respeitar a ergonomia de cada carro, o cruise control da Rostra é de última geração, podendo ser instalado em qualquer veículo de câmbio manual ou automático, com motor a diesel, gasolina, gás ou álcool.

Um microprocessador comanda o motor elétrico ou sistema a vácuo (dependendo do modelo do piloto automático) que faz o carro acelerar ou desacelerar, conforme a necessidade. Sobre a preocupação na hora de frear o carro, Paulo Dalgas, engenheiro e diretor da Dalgas, tranqüiliza:

Não há perigo. Caso o motorista pise no freio ou na embreagem, o piloto automático desarma e o carro volta para o controle manual. Nas subidas, diz Paulo, o microprocessador comanda o cabo do acelerador a fim de manter a velocidade. Nas descidas ocorre a operação inversa.

 

UM MODELO PARA CADA CARRO

Kits específicos e diversos tipos de comando.

A Dalgas passou a fabricar no Brasil os kits específicos eliminando todas as dificuldades que o mercado diz existir para a instalação do produto. Além de facilitar na instalação os kits específicos garantem a qualidade do produto e preservam ao máximo a originalidade do veículo, evitando cortes na fiação original e furos na carroceria. Cada modelo de kit específico é acompanhado do manual de instalação, ilustrado e com detalhamento de todas as informações necessárias, colocando um fim no mistério da instalação do piloto automático ou controlador de velocidade.

A Dalgas já tem disponível no mercado uma ampla linha de kits específicos para a maioria das marcas e modelos de veículos, nacionais ou importados.

Dependendo do modelo e ano do veículo, o dispositivo poderá ser instalado no painel, coluna de direção ou volante, contando com a facilidade do kit específico e deixando a critério do consumidor a escolha do tipo de comando a ser instalado:-

  • Comando igual ao modelo de fábrica, mantendo a originalidade.
  • Vários modelos de comando de alavanca.
  • Comando de painel.
  • Comando RF no volante. Este é o comando mais moderno e avançado. Instalado no volante, ao lado ou abaixo do air-bag ou buzina, seu acionamento é feito por rádio-freqüência. Seu exclusivo sistema de funcionamento não interfere nos mecanismos internos do volante. Possui a função cancela que desarma o piloto, guardando a velocidade programada na memória sem necessidade de acionar o freio ou a embreagem.

 

FUNCIONAMENTO

Por meio de três botões ON/OFF – SET/COAT – RESUME/ACCEL se comanda o sistema de maneira rápida e eficiente. Após ligar o sistema pelo botão ON/OFF (liga/desliga) e estando acima da velocidade mínima de 35 km/h o motorista pode pressionar o botão SET/COAT (programar/reduzir) na velocidade desejada e tirar o pé do acelerador. O mecanismo armazenará na memória esta velocidade e a manterá constante. Em caso de ultrapassagens, basta pisar no acelerador. Ao soltar o pedal, o carro voltará à velocidade programada. O equipamento é um controlador e não um limitador de velocidade.

Para aumentar a velocidade programada, basta apertar o botão ACCEL (acelerar). Enquanto o botão estiver pressionado, o carro continuará a ser acelerado. Chegando na velocidade desejada, basta soltar o botão.

Pode-se aumentar a velocidade com toques, sendo que cada um deles representa 1,5 km/h a mais.

Para reduzir a velocidade basta manter o botão COAT (reduzir) pressionado até o velocímetro chegar à marca desejada. Também é possível reduzir gradativamente por toques.

VOLTAR

PRECISION EQUIPMENT